Por Jô Pinheiro: Lula perdeu a chance de se imortalizar como herói? « ADRIANO FURTADO

sábado, 5 de março de 2016

Por Jô Pinheiro: Lula perdeu a chance de se imortalizar como herói?

Postado Por: ADRIANO FURTADO  |  Em:




Lula foi o maior presidente da história do Brasil, um homem de origem humilde que superou limites. Simplesmente alfabetizado, sem formação acadêmica, se quer com o ensino básico concluído o trabalhador nordestino transformou-se em presidente da república do Brasil, realizou em 12 anos juntamente com o projeto do PT o que não se fez em 500 anos, angariou reconhecimento mundial pelos seus feitos e elegeu a sua sucessão por duas vezes.
Dispensando o passo a passo da história de Lula que todos á conhecem e os avanços por ele conseguidos no Brasil, busquemos algumas respostas já que perguntas surgem diante dos fatos apresentados ao povo brasileiro através da imprensa nesse momento em que Lula é investigado por envolvimento em corrupção. Se confirmado forem os crimes pelos quais Lula está sendo investigado, torna-se incompreensível que alguém que tenha tido uma chance tão valiosa de se eternizar como um herói nacional, por ter superado tantas intempéries na vida, chegando, não somente ao cargo de presidente de seu país, mas também deixando marcas históricas como um avançado processo de desenvolvimento e igualdade social da nação brasileira, ganhando confiança mundial a ponto de trazer para o Brasil eventos disputados pelas maiores potencias do mundo como: copa do mundo de futebol de 2014 e olimpíadas de 2016, além de muitas outras façanhas dignas de admiração, não seria razoável que ao avaliar a sua história Lula se blindasse de patriotismo, de satisfação e gratidão ao seu povo e se transformasse num exemplo sólido e perpétuo de que a política é arte do possível, para que gerações futuras de políticos o tomassem como espelho. Se assim tivesses pensado Lula, dinheiro, viria sem esforços para as tuas mãos, sem crimes, sem máculas talvez e nada te daria mais prazer do que essas certezas que como anjos dormiriam contigo até o cumprimento do teu ciclo neste plano.
Mas que mal tão avassalador é esse da corrupção na política brasileira? Hoje fala-se de Lula e dos demais investigados, presos e até condenados pela Lava Jato, mas parece generalizado em toda a nação. Lembremos que competição da vantagem sobre o outro parece ser hereditária no Brasil, não temos senso de nação, de pensamento coletivista, há um ditado que diz: “farinha pouca meu pirão primeiro”, quando deveria ser o contrário, farinha pouca, dividamos em partes iguais e todos comem.
São causas e feitos, a nação é impregnada por vícios históricos, costumes praticados por políticos no Brasil e nos países de povos sem soberania os quais passam de geração para geração, costumes que entre muitos outros são: patrimonialismo, nepotismo, clientelismo, individualismo e o pior, para dar manutenção aos tais vícios e perpetuá-los, alguns políticos precisam do absolutismo, ser único, incontestável, imaculado aos olhos do povo, para isso aplica-se a deslealdade, desrespeita-se acordos, ideologias, tratados, principalmente quando o intuito for proteger o bem maior dos políticos egocêntricos que é o narcisismo, daí então opera-se manobras cinematográficas para não ferir o cristalino ego daquele ou daquela que se auto intitula divindade e esquece que que o povo é o verdadeiro dono do poder.
Mas, quanto a Lula, ainda é cedo, Lula pode provar que não é nada disso e dormir o sono dos justos e triunfar como Ló nas cidades do pecado Sodoma e Gomorra, Será?
Enquanto a justiça se encarrega de fazer o seu papel cabe a nós fazermos a nossa parte, vigiarmos o nosso redor e buscarmos incessantemente melhorar a qualidade dos políticos e consequentemente a qualidade da política, escolhermos sem emoção e sim com a razão os nossos representantes, a atenção tem que ser redobrada esse ano, estamos em vias de eleições municipais para prefeitos e vereadores comece hoje a observar se os políticos do seu município nas duas esferas tem os vícios mencionados aqui: o vício do patrimônio, políticos que enriqueceram milagrosamente depois de ingressarem na política, clientelismo, ajudar aos que lhe bajulam, desprezar e perseguir a quem não faz igual, individualismo, veja o histórico de trabalho coletivo dos candidatos da sua cidade, que serviço essa pessoa tem prestado ao longo de sua vida que sirva para todos, mesmo quem nunca se candidatou a cargo eletivo dá pra discernir quem tem interesse em servir de verdade daqueles se transformam em servidores só nas vésperas das eleições, observe, você merece o vereador que tem, o prefeito que tem, na urna você decide e assim podemos melhorar as nossas vidas e a vida dos nossos amados, com todas as mazelas a política é arte do possível.

Por Jô Pinheiro
04/03/16

0 comentários:

:: públicidade ::

:: públicidade ::
A MAIOR RECOMPENÇA DO NOSSO TRABALHO NÃO É AQUILO QUE NOS PAGAM POR ELE, E SIM, AQUILO EM QUE ELE NOS TRANSFORMA

ASSINE NOSSO E-MAIL E GRATIS