Ex-presidente do BNB aponta saídas para o desenvolvimento de Pentecoste « ADRIANO FURTADO

sexta-feira, 11 de março de 2016

Ex-presidente do BNB aponta saídas para o desenvolvimento de Pentecoste

Postado Por: ADRIANO FURTADO  |  Em:

 
O ex-presidente do Banco do Nordeste e da Agência de Desenvolvimento do Ceará-ARCE, Roberto Smith, disse que Pentecoste “tem permanecido de costas para o Complexo Industrial e Portuário do Pecém”. A firmação foi feita na noite desta quarta feira (9), no audiotório do Centro de Pesquisa do DNOCS, na segunda palestra do movimento Pentecoste Olha pra Frente.
O encontro teve como presidente de honra o ex-prefeito de Pentecoste, Joãozinho Paraíba, e, como debatedor, o ex-vereador Erivelton Gomes de Araújo. Políticos, professores e trabalhadores da sede e da zona rural participaram. O evento foi aberto com a apresentação dos jovens instrumentistas Axel (violão) e Maíra (flauta transversa), integrantes do grupo Irmãos Cruz.
O economista Roberto Smith analisou a situação atual da economia de Pentecoste que, segundo ele, deveria aproveitar melhor seu potencial e sua localização. “Pentecoste está na área de influência da Região Metropolitana de Fortaleza, mas não se insere na Região”, afirmou. “É próximo do litoral, mas não participa dos projetos estruturantes e do turismo”, completou.
Smith indicou que o município se prepare para se beneficiar de três grandes projetos previstos para a região do Vale do Curu: a expansão do Porto do Pecém, a construção de um aeroporto internacional e a instalação de um porto seco (uma área de cargas para controle aduaneiro). “Este é o meu favorito para Pentecoste”, revelou. “Precisa começar a trabalhar neste sentido”, finalizou.
O economista Roberto Smith atualmente presta consultoria para a Prefeitura de Fortaleza, dentro do plano Fortaleza 2040, do Instituto de Planejamento da capital. Ele elaborou o estudo apresentado de forma voluntária, atendendo ao convite da diretora do Instituto, advogada Luiza Perdigão, uma das articuladoras do movimento Pentecoste Olha pra Frente. Outros nove estudos estão sendo finalizados.



Por Alberto Perdigão

0 comentários:

:: públicidade ::

:: públicidade ::
A MAIOR RECOMPENÇA DO NOSSO TRABALHO NÃO É AQUILO QUE NOS PAGAM POR ELE, E SIM, AQUILO EM QUE ELE NOS TRANSFORMA

ASSINE NOSSO E-MAIL E GRATIS