Uma aula no ar « ADRIANO FURTADO

terça-feira, 18 de abril de 2017

Uma aula no ar

Postado Por: ADRIANO FURTADO  |  Em:


Os alunos do 5° semestre do curso de Jornalismo das Faculdades INTA, participaram no último dia (12), de uma aula campal que faz parte da disciplina Oficina de Rádiojornalismo. A aula foi ministrada pela professora Me. em Comunicação pela UFC (Universidade Federal do Ceará) Liana Dodt, onde visitaram a capital cearense e puderam presenciar como funciona a profissão na prática, conhecendo a Assembleia Legislativa do Ceará e a exposição de peças do jornalista Miguel Ângelo de Azevedo, que é mais conhecido como Nirez.

Logo na chegada ao prédio da Assembleia, os futuros jornalistas puderam aprender mais a respeito do passado com uma pequena introdução sobre alguns conceitos históricos do rádio cearense, por meio de um papo descontraído e produtivo com a diretora e radialista Fátima Abreu.

Expectativa e empolgação definem o sentimento dos alunos ao encontrarem um dos pioneiros da rádio cearense, o radialista Narcélio Limaverde (85 anos), para debater sobre carreira, desafios e curiosidades da profissão. O encontro aconteceu nos estúdios da Rádio FM Assembleia, onde Narcélio possui um programa diário que leva o seu nome e dá informações sobre as atividades legislativas, assim como notícias do interesse social.

Lidemberg Mello, aluno do 2º semestre de jornalismo relata a experiência vivida como acadêmico e locutor profissional de rádio. “Foi um  momento impar dentro dos estúdios da Rádio Assembleia, contamos também com a presença do maior ícone do radiojornalismo do estado do Ceará, ele que atuou nas mais diversas emissoras, sua experiência profissional de 63 anos no radio lhe torna referência na capital e afirmo que trouxe na bagagem grandes histórias, as quais pretendo por em prática na minha vida profissional”, colocou.

No fim do dia os estudantes tiveram a oportunidade de visitar a exposição “Arquivo Nirez”, realizada na Caixa Cultural com peças do acervo do jornalista, colecionador, historiógrafo e memorialista Miguel Ângelo de Azevedo (Nirez). Recepcionados pelo próprio anfitrião da exposição, um portal abriu-se ao passado e Nirez conduziu os estudantes a um passeio pelo Ceará antigo através de fotos, discos de cera, aparelhos de rádio e telefone, câmeras antigas e até mesmo caixinhas de fósforo. Com uma coleção de 141 mil peças, que guarda em casa, Nirez é realmente uma peça única no estado.

Henrique, aluno do 5º semestre do curso de jornalismo, fala sobre a experiência que adquiriu ao participar da aula: “Eu me senti feliz por fazer parte de uma oportunidade que talvez seja única em minha vida. Foi maravilhoso. Procurei absorver o máximo de conselhos possíveis. Conheci um pouco do passado. Pensei no futuro, no que escolhi para mim e tive a certeza que escolhi uma profissão apaixonante”.

Dúvidas foram tiradas, segredos conhecidos. Mas uma certeza foi gravada no coração de cada um, com as palavras de Narcélio: “O rádio só funciona porque por trás, existe uma equipe”. Os alunos puderam notar que o bom Jornalismo não se faz sozinho.

Aleksandra Praciano e Henrique Brito

Fonte: Sobral News

0 comentários:

Blog Adriano Furtado

Blog Adriano Furtado

O Sertão da Nossa Gente

ASSINE NOSSO E-MAIL E GRATIS