Itapajé: Professores aprovados em seleção lotam Câmara Municipal e protestam contra recomendação do MP « ADRIANO FURTADO

quarta-feira, 22 de março de 2017

Itapajé: Professores aprovados em seleção lotam Câmara Municipal e protestam contra recomendação do MP

Postado Por: ADRIANO FURTADO  |  Em:

Centenas de professores aprovados na Seleção Simplificada para a contratação em caráter temporário realizada pela prefeitura de Itapajé, compareceu à Câmara Municipal na noite desta quarta-feira (22) reivindicando apoio dos vereadores que o município não acate a recomendação do Ministério Público (MP) pedindo anulação da seleção. As galerias da casa ficaram lotadas e muitas pessoas tiveram que acompanhar da calçada as discussões.

O vereador Nonato Etelvino disse respeitar a opinião dos professores contratados em lutarem pelos seus direitos, mas não deixou claro sua posição sobre a recomendação do MP.

 Já Edim Rocha, não se intimidou com a presença dos manifestantes e disse que é favorável ao pedido do Promotor e que a seleção deve ser anulada.

Ernando Mesquita citou irregularidades que foram constatadas e inclusive gravadas, justificando o cancelamento.

O vereador Neutel Monteiro explanou sobre os debates em torno da educação já tratados na casa, falou de precatórios e disse ser favorável a qualquer assunto que trata da educação. O vereador, entretanto não deixou claro sua posição sobre o pedido do Ministério Público.

A vereadora Glaucia Araújo disse que respeita a posição ministerial, no entanto, descorda da recomendação defendendo veementemente que é contra a anulação.

Josifran Alves disse que as contratadas devem ficar tranquilas pois o promotor não vai conseguir cancelar o processo seletivo, pois acredita que a juíza não vai apoiar esse cancelamento.

O vereador Bruno Francisco, ultimo orador da noite deixou claro sua posição contra a anulação. O vereador disse que os aprovados na seleção tem o direito de defesa para permanecerem nos cargos para os quais foram classificados na primeira e segunda fase. Disse que aqueles que se sentirem lesados devem procurar seus direitos. O vereador também reiterou a posição de alguns vereadores de que, caso aja o cancelamento da seleção o prejuízo para a educação é inestimável. Findou sua fala sobre este tema dizendo que se por um lado um grupo tem o direito de denunciar, por outro, o outro grupo tem o direito de ir se defender.

Com informações do Blog do Maikon Rios

0 comentários:

Blog Adriano Furtado

Blog Adriano Furtado

O Sertão da Nossa Gente

ASSINE NOSSO E-MAIL E GRATIS