Irauçuba: Projeto de Desenvolvimento Sustentável recebe prêmio internacional « ADRIANO FURTADO

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Irauçuba: Projeto de Desenvolvimento Sustentável recebe prêmio internacional

Postado Por: ADRIANO FURTADO  |  Em:


Iniciado em 2013, pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce), com participação da Associação dos Pequenos Produtores e Apicultores do Assentamento Mandacaru, localizado a 15Km da sede do município de Irauçuba, o "Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Assentamento Mandacaru com a Integração de Tecnologias de Convivência com o Semiárido e Preservação dos Recursos Naturais" promove uma série de intervenções técnicas, inteiramente voltadas para recuperação e preservação desses recursos, especialmente do solo e água, integrados às atividades produtivas e de convivência com o Semiárido.


O Projeto, que beneficia 26 famílias, das 130 nos 3.800 hectares do assentamento, foi orçado em R$ 641.749, sendo R$ 577.574, do Fundo Nacional de Mudanças Climáticas - Ministério do Meio Ambiente (FNMC-MMA), e R$ 64.174 do governo do Estado. A implantação, que utilizou mão de obra da própria comunidade, está em sua etapa  final, com licitação para aquisição de 250 matrizes de ovinos e mais dez animais reprodutores.


O projeto de Irauçuba, único do Ceará apresentado neste ano, foi homenageado, juntamente com outras 21 instituições, na sexta-feira (17), em Brasília, pelo Prêmio internacional Dryland Champions, promovido pela Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação (UNCCD), em parceria com o MMA. O programa homenageia iniciativas, pessoas, organizações governamentais e empresas que contribuem para o manejo sustentável de terras para melhorar a qualidade de vida das populações e as condições dos ecossistemas afetados pela desertificação e a seca.


O evento foi realizado pelo MMA, em parceria com a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), para marcar o Dia Mundial de Combate à Desertificação (17 de junho), data instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) para promover a conscientização sobre o problema, que atinge 42% das terras do Planeta e 35% da população mundial.


"Esse reconhecimento nos deixa satisfeitos de saber que estamos no caminho certo", afirmou o assessor técnico da Ematerce e elaborador do projeto, Josualdo Justino Alves.


DN

0 comentários:

:: públicidade ::

:: públicidade ::
A MAIOR RECOMPENÇA DO NOSSO TRABALHO NÃO É AQUILO QUE NOS PAGAM POR ELE, E SIM, AQUILO EM QUE ELE NOS TRANSFORMA

ASSINE NOSSO E-MAIL E GRATIS