REGISTRADOS DOIS CASOS DE LEISHMANIOSE NESTE ANO DE 2015 EM ITAPAJÉ « ADRIANO FURTADO

sábado, 4 de julho de 2015

REGISTRADOS DOIS CASOS DE LEISHMANIOSE NESTE ANO DE 2015 EM ITAPAJÉ

Postado Por: ADRIANO FURTADO  |  Em:



Uma equipe de Agentes de Endemias de Itapajé realizou no Bairro Paulo Vieira de Mesquita (Piçarra), uma borrifação para combater mosquitos hematófagos (que se alimentam de sangue) da espécie flebótomos ou flebotomíneos, que transmitem a leishmaniose visceral, conhecida como calazar. As fontes de infecção da leishmaniose são, principalmente, os animais silvestres e cães domésticos. O município de Itapajé já registrou em 2015 dois casos da doença, um no bairro Piçarra e outro na localidade Três Olhos D`agua. Os pacientes estão sendo tratados em Fortaleza e acompanhados pela Secretaria Municipal de Saúde.
Leishmaniose visceral, ou calazar, é uma doença transmitida pelo mosquito-palha ou birigui (Lutzomyia longipalpis) que, ao picar, introduz na circulação do hospedeiro o protozoário Leishmania chagasi.
Sintomas
Os principais sintomas da leishmaniose visceral são febre intermitente com semanas de duração, fraqueza, perda de apetite, emagrecimento, anemia, palidez, aumento do baço e do fígado, comprometimento da medula óssea, problemas respiratórios, diarreia, sangramentos na boca e nos intestinos.
Diagnóstico
O diagnóstico precoce é fundamental para evitar complicações que podem pôr em risco a vida do paciente. Além dos sinais clínicos, existem exames laboratoriais para confirmar o diagnóstico.


Por Maikon Rios

0 comentários:

:: públicidade ::

:: públicidade ::
A MAIOR RECOMPENÇA DO NOSSO TRABALHO NÃO É AQUILO QUE NOS PAGAM POR ELE, E SIM, AQUILO EM QUE ELE NOS TRANSFORMA

ASSINE NOSSO E-MAIL E GRATIS