Itapajé: Menor confessa que matou padrasto e revela os motivos « ADRIANO FURTADO

terça-feira, 23 de junho de 2015

Itapajé: Menor confessa que matou padrasto e revela os motivos

Postado Por: ADRIANO FURTADO  |  Em:

Um adolescentes de 14 anos de idade foi apreendido após ter matado, com um tiro de espingarda artesanal, o padrasto de 64 anos de idade. O crime aconteceu na tarde de ontem, no bairro Piçarra, no município de Itapajé, distante 130 quilômetros de Fortaleza.
O adolescente supostamente matou o companheiro da mãe dele após ter sido acusado de roubo pela vítima. De acordo com a Polícia, o autor dos disparos foi capturado poucas horas após ter matado Ruberval de Sousa Gomes, 64. Os dois haviam brigado por conta do sumiço de um pássaro que a vítima criava. O desentendimento ocorreu pela manhã e se prolongou até o início da tarde, quando o adolescente resolveu tirar a vida do homem.

Munição com pregos
Segundo a Polícia, a arma utilizada pelo adolescente foi uma espingarda artesanal que a vítima tinha o costume de usar para caçar. O adolescente municiou a arma com chumbo e pregos e atingiu Ruberval de Sousa com um tiro no peito. Uma ambulância de Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi solicitada, mas a vítima morreu antes que os socorristas chegassem. Segundo o subtenente PM L. Mota, de Itapajé, os policiais apreenderam o adolescente em um açude, na localidade de São Miguel. O garoto estava se banhando às margens do açude quando foi abordado pelos policiais. Já sabendo do que se tratava, o adolescente se entregou e confessou o assassinato.

Agressões domésticas
De acordo com o relato dado pelo adolescente, ele e o padrasto tiveram uma briga, ocorrida na manhã de ontem e, por volta das 12h, foi realizado o disparo. O jovem justificou sua ação afirmando que, além de ser acusado de roubo, ele não suportava mais ver a sua mãe sendo agredida pelo padrasto. A mãe do adolescente foi chamada na Delegacia e prestou depoimento sobre o ocorrido. Ela confirmou que os dois se desentenderam por conta do pássaro e confirmou que sofria agressões do então companheiro. A mulher declarou que Ruberval era alcoólatra, costumava chegar em casa embriagado e era bastante violento. De acordo com a Polícia, a arma utilizada pelo adolescente não foi encontrada


DIARIO DO NORDESTE

0 comentários:

:: públicidade ::

:: públicidade ::
A MAIOR RECOMPENÇA DO NOSSO TRABALHO NÃO É AQUILO QUE NOS PAGAM POR ELE, E SIM, AQUILO EM QUE ELE NOS TRANSFORMA

ASSINE NOSSO E-MAIL E GRATIS