Escute entrevista do candidato Eunício Oliveira no Programa Paulo Oliveira « ADRIANO FURTADO

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Escute entrevista do candidato Eunício Oliveira no Programa Paulo Oliveira

Postado Por: ADRIANO FURTADO  |  Em:

candidato da coligação "Ceará de Todos"ao GovernoEunício 15, criticou, na manhã desta segunda-feira, 15, o pouco empenho da atual administração do Palácio da Abolição para reduzir o déficit habitacional do Estado. As declarações foram dadas ao jornalista Paulo Oliveira, em programa na AM 810 Verdinha.
Conforme Eunício, havia recurso federal assegurado para a construção de 100 mil casas populares no Ceará. O governo, entretanto, levantou apenas 37 mil unidades. Enquanto isso, mais de 90 mil casas de taipa ainda existem no Estado, principalmente no Interior, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). "No Senado, eu participei para termos as 100 mil novas casas aqui. E sabe quantas foram construídas na área rural? Nenhuma", disse.
peemedebista denunciou que o Governo do Estado tenha desvirtuado a finalidade do Fundo de Combate à Pobreza (Fecop). Parte dos cerca de R$ 600 milhões dessa reserva financeira daria para erradicar as casas de taipa ainda existentes no Ceará. "Pegaram o Fecop e foram comprar helicópteros. Pegaram o Fecop e usaram no VLT (Veículo Leve sobre Trilhos). Ao invés de construírem casas, tiraram as pessoas das suas casas com o dinheiro do Fecop. Minha origem de menino pobre em Lavras da Mangabeira não aceita que o Ceará esteja devolvendo 63 mil casas porque não fizeram projeto. Eu não vou enganar a população. Vou usar o dinheiro do Fecop pra dar contrapartida pros municípios fazerem moradia pras pessoas. Podem me cobrar."
Além de comprometer-se com a erradicação das casas de taipa, Eunício assegurou que saúde,educaçãosegurança pública e convivência com a seca serão políticas revolucionadas na sua gestão enquanto governador porque serão priorizadas e definidas diretamente por ele.
Hoje, de acordo com o Ministério da Saúde, o serviço de saúde do Ceará só não é pior do que o da Paraíba. Segundo o Ministério da Educação (MEC), 52% dos alunos de ensino médio cursam séries erradas. Conforme a ONG mexicana Conselho Cidadão para Segurança Pública e Justiça Penal, Fortaleza é a sétima cidade mais violenta do mundo. Balanços da Secretaria Estadual da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) apontam o cometimento de 4.300 assassinatos no Ceará ano passado e 2.966 entre janeiro e agosto deste ano.
Infraestrutura hídrica
Já no tocante à seca, o Governo dispõe de apenas cinco máquinas perfuratrizes e abre somente 300 poços profundos por ano. A demanda atual é de 3.000 poços. "É de cortar o coração o que as pessoas estão vivendo. E eu vejo tanta publicidade. Gente que nunca fez nada dizer que está fazendo tudo. Inverteram as prioridades e o Interior está morrendo de sede. Estão gastando R$ 1 bilhão num aquário enquanto uma máquina perfuratriz custa R$ 1 milhão e, em Irauçuba, a população tem que escolher se compra água ou comida", comparou Eunício.
Ensino integral
O candidato ressaltou a importância das escolas em tempo integral que ele quer implantar quando estiver no Governo. Com a aprovação do Plano Nacional de Educação (PNE), os investimentos federais no setor saltarão dos atuais 5,5% para 10%. "Vamos valorizar o professor e tirar esses meninos do crack e das ruas, dando uma opção de lazer e cultura no segundo turno", adiantou.
Saúde
Ele também reforçou o compromisso de contratar via concurso público 12 mil profissionais da saúde para colocar pra funcionar os equipamentos construídos pelo atual Governo e que ficaram completamente abandonados do ponto de vista dos recursos humanos. "Não tem gestão. É a obra pela obra. Estão chamando 50 prefeitos pra inauguração de um hospital em Quixeramobim. Mas o hospital está todo por construir. O que está em funcionamento lá não tem o tamanho de uma policlínica. Querem fazer um evento pra enganar as pessoas", alertou Eunício.
Os programas "Passaporte do Estudante" e "Remédio em Casa" também foram enaltecidos pelo candidato. "Estou sendo criticado pelos meus adversários porque quero mandar filho de pobre para estudar fora do Brasil e porque quero enviar remédio pra casa de quem tem diabetes, HIV e doenças crônicas. Eu não quero ficar nas paredes, em placas de bronze. Já tenho mais do que merecia do ponto de vista pessoal. Quero é ficar no coração das pessoas. Quero fazer uma gestão verdadeira, pra cuidar de gente. E esses projetos são fáceis de fazer. É preciso vontade, coragem e discernimento."
Mais emprego
Por fim, Eunício lamentou o fato de a qualidade dos empregos do Ceará ser menor do que a dos empregos gerados no Piauí, estado muito mais pobre. Aqui, somente 13% da população ganha acima de dois salários mínimos. Lá, esse índice é de 15%. "Luto por um Ceará mais fraterno, em que os filhos dos pobres não sofram tanto como eu vejo que sofrem no Interior e nas periferias. Tenho o privilégio de poder dizer que sou amigo do maior presidente que esse país já teve do ponto de vista de cuidar das pessoas. Lula mostrou o que é possível fazer pela sociedade e tirou milhões da pobreza. E é o que eu estou tentando fazer. Queremos melhorar a vida do cearense. Especialmente do cearense pobre."Clique aqui e escute a ENTREVISTA!!!

0 comentários:

:: públicidade ::

:: públicidade ::
A MAIOR RECOMPENÇA DO NOSSO TRABALHO NÃO É AQUILO QUE NOS PAGAM POR ELE, E SIM, AQUILO EM QUE ELE NOS TRANSFORMA

ASSINE NOSSO E-MAIL E GRATIS